22 de julho de 2017

FML.

Há duas semanas o Bernardo telefonou e tivemos uma conversa mais ou menos assim:

Bê: Hola! Onde estás? Ouve-se imenso barulho aí!
Eu: Estou no cabeleireiro.
Bê: Nice. Vais pintar o cabelo outra vez?
Eu: Não, vou fazer uma hidratação profunda.
Bê: Ok. Isso é o quê?
Eu: Também não sei, mas aparentemente segundo a minha mãe é importante fazermos quando pintamos o cabelo.
Bê: Parece fancy.
Eu: Nem por isso, é um bocadinho uma seca.
Bê: Querem combinar alguma coisa logo?
Eu: Não podemos, vamos ao Alive ver os Foo Fighters.
Bê: Tão bom! Que sorte!
Eu: Oh, não tenho vontade nenhuma de ir. Estou super cansada, o concerto começa à meia-noite, ainda nem sabemos se vamos de carro ou de transportes, yada yada yada.


Bê: Bem, vais ver que vai ser fixe! Tu adoras Foo Fighters!
Eu: Sim, mas estou mesmo sem vontade de ir.
Bê: Então e querem combinar alguma coisa amanhã?
Eu: Não podemos, vamos passar o fim-de-semana em Sesimbra.
Bê: Que fixe! Fazem bem!
Eu: Oh, já não vamos ver os golfinhos porque o barco sai às 9.30h e isso implicava levantarmo-nos cedo... E não vamos fazer nada de especial porque estamos cansados... E não estou propriamente a imaginar o Pedro a querer relaxar na praia ou na piscina...
Bê: (silêncio)
Eu: Bê?
Bê: Oh Xi, já te ouviste? Estás no cabeleireiro a tratar de ti, logo vais a um festival, vais ver uma banda que adoras, estás com o teu marido, o Mati está a ficar melhor, vais passar um fim-de-semana romântico a Sesimbra... Estás a queixar-te do quê ao certo?
Eu: Hm. Pois. Não sei, acho que estou mesmo cansada.

Depois desta conversa fiquei a pensar nisto. Quem já me acompanha há uns tempos já percebeu que eu sou uma pessoa extremamente positiva, mas realmente reconheço que ultimamente ando meia peixe morto. Não estou triste nem irritada, simplesmente tenho algumas dificuldades em desfocar-me do cansaço e em focar-me nas coisas positivas.

Na semana passada fizemos um almoço com a Joana, o Bernardo e o David. Eu fiz tiramisù (e avariei a minha máquina da Nespresso pelo caminho), o Pedro cozinhou o esparguete à bolonhesa, a Joana trouxe o queijo mozzarella e os tomates, o Bernardo trouxe macarons e o David trouxe Compal de laranja do Algarve. Também tínhamos nachos, molho de salsa e queijo, por isso fui comprar pão. E aconteceu o seguinte diálogo:

Senhora da padaria: O que vai ser?
Eu: Um caseiro grande.
Senhora: Um caseiro comprido ou redondo?
Eu (mentalmente): Foda-se, estou cansada de decidir coisas! Ser adulta é difícil! Detesto isto! Sei lá, só quero um pão que dê para todos!
Eu (verbalmente): Comprido, se faz favor.

Hoje estava a sonhar que estava a fazer um workshop de pizzas num resort nas Maldivas e o Matias começou a chorar. Eram seis da manhã. Fui ao quarto dele e quando lá cheguei ele já dormia novamente. Thanks Obama. É óbvio que não voltei a sonhar com workshops de pizzas em destinos paradisíacos. O despertador tocou às sete e eu levantei-me contrariada. Trabalhar ao Sábado (ainda por cima 12h!) deprime-me imenso. Vesti-me, aqueci uma panqueca, enchi-a do xarope de seiva de ácer delicioso que comprei no Glood, dei um beijinho ao Mati e saí. Estavam pouquíssimos carros na rua e não apanhei trânsito. Ainda não tivemos miúdos na urgência e aproveitei para rever umas coisas da nossa viagem a Svalbard.

E pensei que realmente este discurso de 'fuck my life' é um bocadinho cansativo. E que já estou cansada de me sentir cansada. E que já estou cansada de dizer que estou cansada.

15 comentários:

  1. Gostava tanto de me queixar das tuas coisas x) bah.

    (tambem estou cansada de estar cansada, e estou cansada de dizer que estou cansada.)

    (mas mesmo assim gostava de dizer que estou cansada enquanto passava um fim de semana em Sesimbra. Principalmente porque significava que ia ter dois dias de folga. Bah. Tambem nao quero ser adulta)

    Boa sorte :)

    ResponderEliminar
  2. Cada um com as suas queixas :P Mas sim, às vezes é bom pormos as coisas em perspectiva. Ali estava eu, no cabeleireiro, a queixar-me porque não me apetecia ver um concerto (que por sinal foi espectacular) -.-

    Sim, neste momento ter dois dias sem trabalhar em família também me parece bom. No Domingo passado o Pedro fez urgência, hoje estou eu, na próxima semana o Pedro está de urgência dois dias seguidos... Quero férias! :D

    (Ontem um miúdo da minha consulta - que na verdade já tem 18 anos - ficou chocado pelo facto dos adultos não terem férias 'no Verão' e por só termos direito a 22 dias de férias por ano. Coitado, ficou mesmo destroçado. Ser adulto é de facto uma seca das grandes.) :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. por causa dessas coisas é que agora uma grande vantagem de emigrar é que, com um bocadinho de sorte, em vários países dá para parar durante uns meses de vez em quando (e não remunerado, claro) para viajar :) 22 dias de férias por ano é um pesadelo!

      Eliminar
    2. Bem, cá também dá para fazer isso dependendo dos trabalhos ;)

      Eliminar
    3. como médico? sobretudo interno? tell me more, tell me more! :p

      Eliminar
    4. Por isso é que disse que depende dos trabalhos :P Não conheço ninguém médico que faça isso (só mesmo para fazer voluntariado, o que não conta bem como férias), mas sei de malta de outras profissões que faz :P Com o nosso contrato não dá, agora as licenças sem vencimento são uma grande chatice :/

      Eliminar
  3. É um discurso cansativo, mas é teu e é legítimo! Também tens direito a sentir-te cansada!

    Eu achei boa ideia este ano pôr-me a fazer um (segundo) mestrado. E, neste momento, a uma semana do fim e quando ando às voltas com o projecto final, tenho exactamente essa sensação: estou cansada de estar cansada. Estou mesmo desesperada e acho que, assim que possível, passo um fim-de-semana inteiro na cama, a ver séries e a comer porcarias!

    Sim, tu és uma sortuda que tens muitas coisas boas. Mas também tens uma profissão altamente desgastante (sobretudo, a nível emocional) e tens um bebé pequeno. Dá-te um desconto! Permite-te estar cansada! Mas permite-te também aproveitar cada bocadinho em que podes descansar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, acho que estava a precisar de ler isso :) Sim, na verdade é legítimo eu estar cansada. O que não quer dizer que me deva focar só nisso :) Embora eu tivesse razão: já não tenho idade para ir a um concerto à meia-noite! :P

      Eliminar
  4. Também passei por essa fase quando a Mini-Tété tinha ali pouco mais de um ano. Quando ela fez 1 ano e 3 meses decidi reorganizar a cabeça porque também estava cansada de se me sentir cansada e de me queixar do quão cansada estava. Ajudou mas depois a pequena passou a dormir mal e estragou tudo. :P Agora já dorme melhor novamente e eu ando a ver se reorganizo o estado de espírito novamente. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que eu acho que o 'problema' nem é o Matias. Se tivesse que encontrar um 'culpado' até seria mais o trabalho, que anda um horror completo. Mas acho que é mesmo uma questão de disposição: simplesmente tenho alturas em que estou muito animada e outras em que estou super queixinhas :P

      Eliminar
    2. Sim, sim, no meu caso era a minha cabeça desorganizada a culpada e eu resolvi o assunto. Mas depois a Mini-Tété descambou tudo quando começou a dormir mal e quando eu durmo mal não fico funcional. Agora que ela dorme bem, volto a organizar tudo. A única "culpa" da Mini-Tété aqui é se me deixa dormir ou não para eu ter cérebro para pensar verdadeiramente na minha vida, nos problemas, nos stress (que nada têm a ver com ela). :)

      Eliminar
    3. Por acaso agora o Matias anda a dormir que nem um santo. Mas já sei que isto eventualmente vai descambar :P

      Eliminar
  5. Ai Joana... compreendo-te tão bem. Estou cansada de estar cansada. Ah e quanto ao miúdo de 18 anos ter ficado chocado com os 22 das de férias, parecia eu... mas aos 30 anos! Parece mentira mas foi real e custou-me para xuxu! Quando deixei a vida de professora e embarquei na aventura de trabalhar numa empresa privada... o choque que eu senti quando soube que apenas ia ter 22 dias. Oh god... ser adulto às vezes é mesmo uma treta. :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />